Michelle

Clemente

O Estranho mundo de Michelle Clemente :P

Em algum lugar não tão distante aparentemente insignificante existem as coisas tão vitais para a vida...
.......

Saúde Financeira - Como controlar os gastos e sobrar dinheiro no fim do mês



Inicio esse artigo com um título atraente e com uma pergunta que boa parte da população faz a si mesmo. Independente da renda mensal familiar, parece ser muito fácil gastar além do que se ganha e ficar todos os meses aguardando ansiosamente pelo fechamento da fatura do cartão de crédito, pelo depósito do salário na conta corrente ou por um dinheiro mágico e milagroso apareça no extrato bancário e resolva todos os problemas.

Pode parecer uma missão extremamente difícil entrar na linha quando já se está com a corda no pescoço, no entanto, após ter a sensação de receber o salário ainda tendo uma boa margem financeira, você não irá mais querer se apertar novamente.

Primeiro passo
Fazer uma planilha de recebimentos e pagamentos:
Nessa planilha, anote todas as fontes de renda, como salário, aluguel, dinheiro recebido com quem se “racha” o carro, enfim. Toda fonte de renda deve ser anotada. O mesmo deve ser feito para os gastos. Inclua desde o valor gasto com conta de luz, combustível, telefonia até com o cafezinho tomado na padaria, a balinha comprada no vendedor ambulante entre outros. Em muitos casos, esses pequenos gastos, quando acumulados, se tornam um verdadeiro vilão financeiro.

Para facilitar, coloque uma descrição simples, como o que foi comprado e o local, além da data. Na imagem a seguir, temos um exemplo de uma planilha simples e rápida de ser feita que será uma grande aliada nessa missão:


Pois bem, feito isso, basta fazer uma conta básica: Subtraia o total de recebíveis do total de gastos e terá o diagnóstico inicial de sua saúde financeira.

Após isso, é necessário avaliar o equilíbrio das contas.
Se houver uma boa folga, parabéns. O próximo passo é escolher bons investimentos para que esse dinheiro não perca valor com o passar do tempo e possa gerar bons frutos no futuro.

Agora, se o resultado for negativo, ou seja, gastos maiores que recebimentos, ou não está sobrando nada, ou o que sobra é muito pouco, é hora de ligar o sinal de alerta e analisar com maior frieza os gastos para poder entrar na linha novamente.

Acompanhe o próximo artigo [LINK AQUI], divulgado em breve, com algumas dicas de como analisar as contas e fazer os gastos serem menores que os recebimentos.

Escrito por: Victor Alberto de Barros Técnico de Informatica do TRT 15º

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTARIO

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário